Quanto Ganha um Engenheiro Elétrico – [Salário da Engenharia Elétrica]

Compartilhar no Facebook

Enviar pelo Whatsapp

engenheiro-eletrico

Você sabe quanto ganha um Engenheiro Elétrico e como está o mercado de trabalho para esses profissionais?

O Engenheiro Eletricista é o profissional responsável por planejar, elaborar e preservar sistemas que geram, transmitem e distribuem energia elétrica. O seu  maior objetivo é levar energia elétrica para a população de maneira segura e com qualidade.

Ele também atua na fabricação de equipamentos e na construção de circuitos elétricos para a indústria de eletrônicos.

Assim, as atribuições do Engenheiro Eletricista é extrema importância, já que ele é quem faz a energia elétrica chegar de modo seguro em todas as residências!

Nos acompanhe e veja quanto ganha um Engenheiro Eletricista, até qual salário esse profissional pode alcançar e as áreas de atuação da engenharia elétrica!

Curso de Engenharia Elétrica

engenheiro-eletricista

O curso de Engenharia Elétrica é do tipo bacharelado e possui uma duração média de 5 anos. É possível encontrá-lo na modalidade presencial e a distância.

Nos primeiros anos do cursos é estudado matérias básicas da engenharia, tais como física, cálculo e química.

Após os conhecimentos básico é apresentado ao aluno disciplinas mais específicas da Engenharia Elétrica, como:

  • Eletrônica: faz projetos e constrói circuitos eletrônicos, os quais são o fundamento dos equipamentos de vídeo, computadores e aparelhos de comunicação;
  • Eletrônica de Potência: visa uma maior qualidade e eficácia energética, buscando uma energia limpa e que cause um menor impacto ambiental;
  • Processamento de Sinais: faz análises e manipula as imagens, vídeos e áudios;
  • Sistemas de Controle: compreende a automação predial e industrial, assim como a robótica, o piloto automático dos veículos e os controles das aeronaves;
  • Sistema de Energia Elétrica: estuda a transmissão, geração, o uso eficaz da energia e a sua distribuição.

Depois dessa fase, o estudante poderá optar por matérias que são relacionadas com a especialidade desejada. Lembrando que cada faculdade de Engenharia Elétrica dará ênfase a um determinado setor, por isso é importante pesquisar as instituições de ensino antes de realizar a matrícula.

O curso de Engenharia Elétrica possui muitas aulas práticas laboratoriais e para concluir a faculdade é preciso escrever o TCC (Trabalho de Conclusão de Curso).

Grade Curricular do Curso de Engenharia Elétrica

As matérias do curso de Engenharia Elétrica pode mudar conforme os preceitos da instituição de ensino. Mas apontaremos as disciplinas mais recorrentes desse curso:

  • Circuitos elétricos;
  • Eletromagnetismo;
  • Conservação de recursos naturais;
  • Eletrônica básica e aplicada;
  • Cálculo;
  • Física e Física Experimental;
  • Geometria analítica;
  • Laboratório de transdutores;
  • Materiais elétricos;
  • Eletrônica de potência;
  • Microprocessadores;
  • Álgebra linear;
  • Sistemas de controle;
  • Mecânica dos sólidos;
  • Desenho técnico para Engenharia Elétrica;
  • Projeto de instalações elétricas;
  • Ondas e propagação;
  • Circuitos e técnicas digitais;
  • Sinais e sistemas discretos;
  • Princípios de sistemas de comunicação;
  • Química geral;
  • Computação científica;
  • Segurança em Engenharia Elétrica;
  • Conversão eletromecânica de energia;
  • Sistemas lineares.

Cursos de Especialização para Engenheiros Eletricistas

Para que o Engenheiro Elétrico seja mais valorizado no mercado de trabalho, é preciso que ele faça cursos de extensão e de especialização. Normalmente, os profissionais aprofundam na área que teve mais afinidade dentre as estudadas na faculdade.

Pós-graduações, mestrados, doutorados em sistemas de energia elétrica e automação industrial são excelentes opções de cursos para se destacar no mercado.

De acordo com pesquisas realizadas por instituições especializadas em profissões e mercado de trabalho, os profissionais que possuem especializações aumentam consideravelmente as chances de conseguir uma vaga de emprego em empresas de grande porte e multinacionais em relação aos Engenheiros Elétricos que possuem apenas a graduação.

*Confira: Quanto Ganha um Engenheiro Mecânico – 【Salário Atualizado】

Mercado de trabalho para o Engenheiro Elétrico

O mercado de trabalho para o Engenheiro Elétrico ou Engenheiro Eletricista está em expansão e busca por profissionais que sejam inovadores, já que nos últimos anos está ocorrendo uma crise hídrica na região Sudeste, sendo preciso descobrir outras formas de distribuição de energia.

Hoje em dia, há muitas obras de infraestrutura e investimentos na área de energia renovável e da telecomunicação, fazendo com que a procura por Engenheiros Elétricos qualificados só aumente.

Além do mais, trata-se de uma profissão bem eclética, já que o Engenheiro Elétrico pode atuar projetando equipamentos eletrônicos para hospitais, trabalhar em empresas relacionadas à computação e desenvolver sistemas de controle e automação de linhas de produção das indústrias.

Tanto os estagiários como os trainees de Engenharia Elétrica encontram bons empregos em subestações e linhas de transmissão de energia, bem como em termelétricas e usinas hidrelétricas.

Setores como a construção civil, telefonia, tecnologia de informação, manutenção industrial e indústrias petrolíferas costumam oferecer ótimas vagas de emprego para o Engenheiro Elétrico.

O Engenheiro Eletricista ainda poderá prestar concursos e trabalhar em órgãos governamentais, tais como:

  • Ministérios;
  • Agências Reguladoras;
  • Secretarias municipais e estaduais;
  • Órgãos Federais;
  • Professor e pesquisador de universidades públicas.

Embora formem em torno de 38 mil engenheiros todos os anos, ainda faltam profissionais qualificados para atender o mercado brasileiro.

Por isso, é fundamental que os Engenheiros Elétricos façam especializações para que se mantenham à frente de seus concorrentes e consigam boas vagas de emprego.

O mercado de trabalho no exterior oferece excelentes vagas de emprego e na maioria das vezes o salário ofertado nos EUA para os Engenheiro Elétrico é mais atrativo, já que eles possuem uma moeda mais forte.

Quanto Ganha um Engenheiro Elétrico?

A Engenharia Elétrica está entre as profissões que melhor remuneram no Brasil, já que um recém-formado ganha acima de R$ 4.000,00.

A Lei 4.950-A/66, que regulamenta a remuneração dos Engenheiros, estabelece o  salário mínimo a ser pago ao Engenheiro Elétrico e a sua jornada de trabalho, veja a seguir:

  • Para uma jornada de 6 horas: serão 6 salários mínimos;
  • Para uma jornada de 7 horas: serão 7,25 salários mínimos;
  • Para uma jornada de 8 horas: serão 8,5 salários mínimos;

Segue abaixo a média salarial de alguns cargos de Engenheiro Elétrico:

  • Engenheiro Elétrico Trainee: R$ 3.689,62.
  • Engenheiro Elétrico Analista: R$ 3.271,73.
  • Engenheiro Elétrico Coordenador: R$ 8.162,52.

Já um Engenheiro Eletricista que trabalha no setor de Óleo e Gás poderá receber salários de R$ 9.000,00 a R$ 40.000,00, dependendo da experiência e função desempenhada.

Na área de Tecnologia da Informação, é possível encontrar salários que vão de R$ 15.400,00 até 39.950,00 em grandes empresas.

Achou interessante o valor dos salários pagos aos Engenheiros Elétricos? Então comece logo os estudos e concorra a uma dessas ótimas vagas de emprego!

APROVEITE E DESCUBRA TAMBÉM:

Quanto Ganha um Engenheiro Elétrico – [Salário da Engenharia Elétrica]
4.8 (95.71%) 14 votes

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *