Quanto Ganha com o Seguro-Desemprego – Valores 【Atualizado 2018】

O Seguro-Desemprego é um benefício que faz parte da seguridade social e que é de extrema importância para os trabalhadores do Brasil. Ele irá ajudar o trabalhador que foi dispensado a prover o seu sustento e de sua família temporariamente.

Houveram alterações no Seguro-Desemprego nos últimos anos, então fizemos esse artigo para que o trabalhador saiba quais são procedimentos e regras desse benefício e para que não perca nenhum direito!

O que é Seguro-Desemprego?

O Seguro-Desemprego é concedido pelo Governo Federal aos trabalhadores que foram dispensados de seus empregos e que necessitam de uma assistência temporária. Sendo fundamental para assegurar uma estabilidade financeira ao trabalhador que ainda não conseguiu entrar no mercado de trabalho novamente.

O direito ao Seguro-Desemprego é garantido aos trabalhadores desde o ano de 1986, e desde então tem sido um porto seguro para aqueles que não adquirem um emprego logo após a demissão.

Porém, precisamos observar que apenas os trabalhadores que foram dispensados sem justa causa poderão receber o benefício do Seguro-Desemprego e que não haverá a liberação para aqueles que pediram demissão.

Quais São as Novas Regras do Seguro-Desemprego?

O Governo Federal no ano de 2015, com a finalidade de conter despesas e aumentar a arrecadação em virtude da grave crise econômica, alterou as regras do Seguro-Desemprego. E uma das maiores mudanças foi em relação as pessoas que buscam o benefício pela primeira vez.

Anteriormente, com somente seis meses de trabalho consecutivos o trabalhador já poderia solicitar o Seguro-Desemprego, o que agora não é possível.

Outra exigência que passou a existir é o agendamento, para que as filas do SINE e do Ministério do Trabalho diminuíssem e o procedimento passasse a ser mais ágil.

Veja a seguir algumas alterações:

  • É preciso que o empregado trabalhe por no mínimo 12 (doze) meses para requerer pela primeira vez o benefício;
  • Para a segunda solicitação são necessários 9 (nove) meses de trabalho;
  • E para requisitar pela terceira vez é exigido o mínimo de 6 (seis) meses de trabalho.

A partir da quarta solicitação, o segurado precisará comprovar 6 (seis) meses de carteira assinado, voltando a ficar similar a regra anterior do Seguro-Desemprego.

Quem Possui Direito ao Seguro-Desemprego?

Não são todos os desempregados que irão receber o Seguro-Desemprego, para ter direito a esse benefício é preciso preencher alguns requisitos que serão listados em seguida:

  • A demissão deverá ser sem justa causa;
  • É preciso ter um intervalo mínimo de 16 meses entre uma solicitação de Seguro-Desemprego e outra;
  • São necessários 15 meses trabalhados com carteira assinada nos últimos 2 anos para os trabalhadores rurais;
  • Não poderá ser proprietário, sócio ou ainda ter participação nos lucros de empresa;
  • Deverá ter recebido no mínimo 18 salários, de forma consecutiva ou não, nos últimos 24 meses que antecedem a data de dispensa para a primeira solicitação;
  • Deverá ter trabalhado no mínimo 18 meses, de forma consecutiva ou não, nos últimos 36 meses que antecedem a data de dispensa para a primeira solicitação;
  • Precisará ter recebido no mínimo 12 salários, de forma consecutiva ou não, nos últimos 16 meses que antecedem a data de dispensa para o segundo requerimento;
  • Precisará ter trabalhado no mínimo 12 meses, de forma consecutiva ou não, nos últimos 36 meses que antecedem a data de dispensa para o segundo requerimento;
  • Terá que ter recebido 6 salários consecutivos para a concessão do terceiro pedido de Seguro-Desemprego;
  • Terá que ter trabalhado no mínimo 6 meses durante os últimos 36 meses que antecedem a data da dispensa;
  • Não estar recebendo nenhum outro benefício pelo INSS, excetuando-se pensão por morte e auxílio-acidente.

Quanto Recebe pelo Seguro-Desemprego?

Através da tabela do Seguro-Desemprego com os valores atualizados para 2018 é possível fazer os cálculos e descobrir qual o valor que será recebido por cada parcela.

Valor do Salário Médio

Valor das Parcelas
Até R$ 1.480,25 Multiplica-se o valor do salário médio por 0,8 (80%)
De R$ 1.480,26 até R$ 2.467,33 O que ultrapassar R$1.450,23 multiplica-se por 0,5 (50%) e soma-se a R$1.160,08
Maior que R$2.467,33

O valor da parcela será sempre de R$ 1.677,74.

O menor valor pago por meio do Seguro-Desemprego é de R$954,00 (novecentos e cinquenta e quatro reais), ou seja, o salário mínimo.

Com o novo regulamento, o trabalhador receberá de 3 a 5 parcelas, dependendo de quantas vezes já foi solicitado o benefício, bem como pela quantidade de meses que se tem de carteira assinada.

Documentos Necessários para Requerer o Seguro-Desemprego

Para solicitar o Seguro-Desemprego conforme o regulamento você deverá ter em mãos os seguintes documentos:

  • Carteira de Trabalho;
  • Carteira de identidade (RG);
  • Certidão de casamento ou nascimento;
  • PIS/PASEP ou cartão cidadão;
  • Requerimento do seguro-desemprego SD/CD;
  • Os três últimos holerites;
  • O termo de rescisão do contrato de trabalho;
  • Guia para comprovação do recolhimento do FGTS.

Como Faz para Receber o Seguro-Desemprego?

Para dar entrada e receber o Seguro-Desemprego, o trabalhador deverá encaminhar-se até uma agência do SINE (Sistema Nacional de Emprego) ou ao Ministério do Trabalho e Emprego.

Assim, o atendente verificará se o requerente preenche todos os requisitos necessários para receber o benefício. Na hipótese de ser autorizado, o trabalhador receberá através da Caixa Econômica Federal.

É preciso estar ciente que só é possível receber o Seguro-Desemprego por meio de uma agência da Caixa Econômica Federal, quer dizer, em uma agência própria, Caixa Aqui ou casa lotérica. Não esquecendo que o saque será efetuado com o Cartão Cidadão.

Se você ainda não tem o cartão cidadão, deverá dirigir-se até a agência mais próxima da CEF (Caixa Econômica Federal) e requerer o mesmo sem nenhum custo. O cartão, via de regra, fica pronto em 30 dias.

Depois de recebido o cartão cidadão, basta ir ao caixa eletrônico para realizar o desbloqueio e já poderá efetuar o saque do Seguro-Desemprego.
Não devemos esquecer que o prazo para requerer o benefício é de 7 a 120 dias após a data de demissão para trabalhadores formais e em relação aos trabalhadores domésticos o prazo é de no máximo 90 dias.

Quanto Ganha o Trabalhador Doméstico com o Seguro-Desemprego?

Os trabalhadores domésticos estão a cada dia conquistando mais direitos e na atualidade essa categoria de trabalhadores terão o direito de receber 3 parcelas de Seguro-Desemprego no valor de 1 salário mínimo cada parcela.

Lembrando sempre que apenas aqueles que não estiverem com a carteira assinada ou recebendo benefício pelo INSS é que poderão receber o seguro-desemprego.

Esperamos que todas as informações sobre esse benefício tão importante para os brasileiros tenham sido úteis!

LEIA TAMBÉM:

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *