Quanto Ganha um Fisioterapeuta? Salário de Fisioterapia

O que faz um Fisioterapeuta?

O fisioterapeuta é um profissional que atua na prevenção, reabilitação e cura dos pacientes.

Primeiramente ele realiza um diagnóstico fisioterapêutico, analisando os exames e laudos para que possa verificar o verdadeiro quadro do paciente e encontrar algum tipo de lesão.

Além disso, identifica se a pessoa possui alguma dificuldade motora ou se apresenta um quadro de dor.

Assim, após o diagnóstico, o fisioterapeuta prescreverá o tratamento a ser seguido. O método utilizado poderá variar conforme a situação do paciente e o tipo de lesão, como por exemplo:

  1. Exercícios físicos;
  2. Exercícios na água;
  3. Massagens;
  4. Tratamentos utilizando compressas frias ou quentes.

No início do tratamento todos os procedimentos são realizados com o acompanhamento do profissional responsável, observando todos os movimentos e orientando quanto a execução e analisando a recuperação do paciente.

Em um segundo momento o tratamento poderá permanecer com os exercícios, porém serão feitos na própria casa do paciente. Desse modo, ele ensinará todas as ações com precisão, dizendo a frequência e a força que deverá ser empregada em cada atividade.

O fisioterapeuta continuará avaliando o paciente periodicamente para analisar a melhora e se é preciso modificar o tratamento.

Via de regra, ele possui uma ficha com todas as avaliações corporais e faz anotações de dados que sejam importantes para a recuperação do paciente, como nos casos de dores persistentes ou histórico familiar.

Quanto Ganha um Fisioterapeuta?

Conforme a Lei 8.856/94, a jornada de trabalho dos profissionais de fisioterapia é de até 30 horas semanais.

O sindicato da categoria de cada estado é quem define o piso salarial desses trabalhadores. E a maioria deles determina o salário mínimo profissional em R$ 2.300,00.

O projeto de lei 5979/09 que está em tramitação, busca aumentar o piso salarial para R$ 4.650,00 por mês.

Normalmente o piso da categoria não é respeitado e a média salarial acaba sendo inferior. Veja alguns exemplos de cargos e seus salários:

  • Estagiário na área de Fisioterapia: R$ 802,00
  • Fisioterapeuta Neurofuncional: R$ 1.690,00
  • Fisioterapeuta de Atendimento Domiciliar: R$ 1.753,00
  • Fisioterapeuta da área Esportiva: R$ 1.773,00
  • Fisioterapeuta Reeducação Postural Global (RPG): R$ 1.804,00
  • Fisioterapeuta Dermato Funcional: R$ 1.934,00
  • Fisioterapeuta Respiratório: R$ 2.145,00
  • Fisioterapeuta Hospitalar: R$ 2.198,00
  • Fisioterapeuta do Trabalho: R$ 2.431,00

Os fisioterapeutas também podem trabalhar como autônomos. Há uma tabela do COFFITO (Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional), a qual determina quais são os valores que devem ser efetuados pelos serviços da área de fisioterapia. Temos como exemplos:

  • Consultas hospitalares, ambulatoriais ou domiciliares: R$ 58,00
  • Aula de Pilates – por aluno: R$ 58
  • Análise cinemática do movimento: R$ 117,00
  • Plantão em Unidades de Terapia Intensiva (UTI), semi-intensiva ou pronto atendimento de urgências, por cada paciente em 12h: R$ 136,00
  • Teste de esforço cardiopulmonar: R$ 136,00

Como é a Carreira de um Fisioterapeuta?

Para atuar como um fisioterapeuta é preciso cursar Fisioterapia em uma faculdade ou universidade reconhecida pelo MEC e depois adquirir o registro profissional através do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional.

O curso de fisioterapia é muito concorrido, assim como todo curso da área da saúde, e dura de quatro a cinco anos.

O mercado de trabalho para quem está no início de carreira é bastante disputado, porém com especializações fica mais fácil alcançar mais espaço. Assim, elas serão fundamentais para aumentar o conhecimento técnico e obter maiores chances de um bom emprego.

Um fisioterapeuta pode trabalhar em diversas áreas e dentre elas estão:

  • Fisioterapia Respiratória;
  • Fisioterapia Esportiva;
  • Fisioterapia Neurofuncional;
  • Fisioterapia Dermatofuncional;
  • Fisioterapia Oncofuncional;
  • Fisioterapia Traumato-Ortopédica Funcional;
  • Fisioterapia Uroginecofuncional;
  • Fisioterapia em Terapia Intensiva;
  • Fisioterapia do Trabalho;
  • Fisioterapia em Saúde Coletiva;
  • Quiropraxia e Osteopatia;
  • Acupuntura.

Como observado, para se destacar nesse mercado é necessário cursar extensões e pós-graduações, assim como participar de congressos e simpósios direcionados a saúde.

Então, os fisioterapeutas que possuem uma visão de empreendedorismo e uma excelente qualificação profissional terão grandes chances de conquistar uma boa remuneração!

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *