Quanto Ganha um Piloto de Fórmula 1 – 【Salários 2018】

Compartilhar no Facebook

Enviar pelo Whatsapp

piloto-de-formula-1Confira quanto ganha um piloto de fórmula 1 nesse artigo e o que é preciso fazer para seguir uma carreira bem-sucedida no meio automobilístico!

Os pilotos de Fórmula 1 ganham salários estratosféricos e ainda são grandes inspirações para os jovens que pretendem seguir uma carreira no meio automobilístico.

Mas quem imagina que é fácil ser um piloto de Fórmula 1 está equivocado, é uma profissão que exige muito e são poucos os que conseguem alcançar a principal categoria mundial!

Pense em como seria ficar quase três horas com um macacão que não é nada confortável, pilotando quase deitado em um carro que é desenvolvido sob medida para o corpo de cada piloto, que chegará a mais de 300 km/h e ainda, terá que suportar uma força g de 4.5, a qual equivale a 25 kg em seu pescoço a cada curva da pista.

Não parece ser muito fácil, não é mesmo?

E tem mais, o batimento cardíaco de um piloto chega a 170 bpm e a adrenalina irá subir a um nível altíssimo, de uma maneira quase inimaginável antes da largada!

Existe também uma cobrança muito grande por parte dos chefes de equipe, para que o desempenho seja cada vez melhor e que não haja erros.

Um piloto de Fórmula 1 acaba tendo muito pouco tempo para familiares, amigos e terá que se adaptar rapidamente a um novo fuso horário a cada 15 dias. Além de ser um esporte de autorrisco.

Assim, ser um piloto não é apenas frequentar festas incríveis, pilotar um carro dos sonhos de qualquer pessoa e ganhar um salário astronômico, requer muito esforço e anos de dedicação ao automobilismo.

Como ser um Piloto de Fórmula 1

A primeira questão é que não há uma faculdade para se tornar um piloto de Fórmula 1, assim, cada um deve buscar a melhor forma de alcançar seus objetivos, e via de regra, os pilotos iniciam por meio do Kart.

Não existe uma idade certa, mas como todo esporte, quanto mais cedo começar, melhor! E temos como exemplos o Ayrton Senna e Michael Schumacher que iniciaram suas carreiras com apenas quatro anos.

Alguns pilotos começam mais tarde, como é o caso do tricampeão Nelson Piquet que foi aos 14 anos e que mesmo assim teve uma carreira espetacular!

Mas os especialistas acreditam que uma idade boa e prudente para se aventurar nesse esporte é aos 7 anos!

Existem outros grandes desafios a serem enfrentados, pois por melhor que seja a performance, é impossível sair do Kart e ir direto para uma equipe de Fórmula 1.

Fazer parte do grupo seleto de pilotos da Fórmula 1 é uma oportunidade para poucos, se você não é um milionário então será muito mais difícil, mas não impossível.

Hoje em dia, a melhor forma de seguir essa profissão é fazendo uma carreira na Europa. Assim, o ideal é competir de kart até uns 16 anos e depois partir para a Europa para ser um piloto da Fórmula 3, Fórmula 2, ser piloto de testes, podendo chegar até a primeiro piloto de Fórmula 1 caso tenha muito talento.

Na atualidade todos os pilotos de Fórmula 1 se preocupam e precisam ter um bom preparo físico, alguns são até triatletas. Lembrando que o Ayrton Senna foi um dos pioneiros a cuidar dessa parte, tanto que ele tinha um preparador físico.

Durante uma corrida, perde-se normalmente uns 2 quilos apenas de suor e em pistas onde o clima é mais úmido, como no caso da Malásia, um piloto pode perder até 3 quilos.

A resistência muscular é imprescindível e consequentemente ter uma alimentação equilibrada também, uma vez que, os novos carros exigem cada vez mais força dos pilotos, além do controle emocional.

Quanto Ganha um Piloto de Fórmula 1?

Durante os últimos anos o piloto mais bem pago era o Lewis Hamilton, porém nesse ano de 2018 algumas coisas mudaram e quem possui o maior salário dessa temporada é o piloto da Ferrari Sebastian Vettel.

Então, vamos conferir os salários milionários desses pilotos em dólares:

1. Sebastian Vettel: US$ 60 milhões

2. Lewis Hamilton: US$ 50 milhões

3. Kimi Raikkonen: US$ 40 milhões

4. Fernando Alonso: US$ 30 milhões

5. Valtteri Bottas: US$ 12 milhões

6. Max Verstappen: US$ 10 milhões

7. Stoffel Vandoorne: US$ 7 milhões

8. Daniel Ricciardo: US$ 6 milhões

9. Niko Hulkenberg: US$ 5,5 milhões

10. Sergio Pérez: US$ 5 milhões

11. Romain Grosjean: US$ 4,45 milhões

12. Esteban Ocon: US$ 3 milhões

13. Kevin Magnussen: US$ 2,5 milhões

14. Lance Stroll: US$ 1,8 milhões

15. Carlos Sainz: US$ 750.000

16. Marcus Ericsson: US$ 500.000

17. Pierre Gasly: US$ 400.000

18. Brendon Hartley: US$ 350.000

19. Charles Leclerc: US$ 150.000

20. Sergey Sirotkin: US$ 150.000

Fernando Alonso, apesar de estar longe da disputa pelo título há alguns anos, continua tendo um dos maiores salários da Fórmula 1.

Vamos lembrar que esses valores dizem respeito somente aos salários, ainda há os bônus pelas poles, vitórias e pontuações, assim como os contratos de publicidade que representam uma parcela expressiva da fortuna desses pilotos!

E quando encerram suas carreiras, muitos passam a ser comentaristas desse esporte cheio de glamour, peculiaridades e que possui muitos fãs apaixonados por todo o mundo!

LEIA TAMBÉM:

Quanto Ganha um Piloto de Fórmula 1 – 【Salários 2018】
4.8 (96.81%) 94 votes

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *